sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Novocabulário


Um dia, lendo uma velha revista O CRUZEIRO, dou de cara com a página do Millôr, O Pif-Paf, onde tinha umas palavras bem transadas que ele chamou de Novonário.Como também sou filho de Deus, aproveitei a deixa para fazer o Novocabulário, uma nova interpretação do sentido das palavras.


TRECONOLOGIA - Um monte de invenções; ao que o sujeito pergunta: "pra que serve mesmo esse treco?"
MEDESINA - Destino mensurável do doente crônico no Brasil: a morte.
TRABOLHADOR - Operário "bolha" que se deixa enganar pelo patrão.
COMÉRDIA - Peça de humor ruim que tanto faz como tanto fezes.
BISCOITO - Come uma vez, depois come de novo; repetir o ato sexual.
DESFURTAR - Poder curtir sossegado o produto do roubo.
SOLFÁ - Movel que fica Lá, no canto.
CANFIANÇA - Acreditar nos cabelos brancos.
NOIViADO - Sujeito que engana a garota com compromisso de casar só pra despistar.
PSICÓLEGA - Amizade cabeça.
CAFÉGESTE - Elemento que, além de te enganar, ainda convida para tomar um cafezinho.
EX-CRÚPULO - Sujeito que adorava pular a cerca para comer apressado e hoje não faz mais isso.
DENTWIST - Odontólogo que sai à "boca da noite" para dançar.
FÉRIADRO - Lucro que o mendigo tem em frente à Igreja, dia 1º de maio.
NÓMORADO - O princípio do enlace.
MASHOWCAR - Apresentação musical que fere os tímpanos.
PÓPULAR - Droga bastante conhecida que deixa as pessoas alegres e saltitantes.
VÍLCIO - Desregramento da cadela.
PEDRORASTA - Homossexual que se chama Pedro.
REFRIGERENTE - Gerente cheio de frescura.
ELEGANÂNCIA - Ambicioso desmedido vestido sob medida.
JACARÉU - Crocodilo acusado de roubar bolsa de madame.
ASSALTIMBANCO - Banqueiro artista que quer seus funcionários trabalhando de graça.
ZUMBITEIRO - Deboche do lider da revolta dos Palmares; negro debochado.
FREESCURA - Liberdade que o sujeito tem de amar outro sujeito.
ACABRONHADO - Adolescente que se envergonha de praticar o ato solitário.
PIOLULA - Silêncio do lula. Metalúrgico que não dá um pio. Não tem contra-indicação.
EDILTATORIAL - Forma como os vereadores querem aumentar os seus salários.
IMPETREPAR - Dar outro significado à coisa. Os médicos dizem também que faz mal à saude.
ROLLBAR - Garçon esperto que tenta rolar a conta de outro freguês para o otário pagar.
ESPETÁRCULO - Alto preço cobrado pelos artistas por apresentação; furar o orçamento.
ESTUPLÁ - Levar um "lero", um "pla" antes da consumação do ato sexual.
ÂNUSNIMATO - Defecar na moita sem ninguém saber.
TERSÃO - Ter muito, em abudância; possuir em demasia.
QUAL-LIRA - Dúvida sobre qual Lira se refere. Ex: "Qual Lira ? O Átila ou Fernando Lira?!
CAATINGA - Iinhaca do suuvaco.
BENÉFICIENTE - A eficiência do Benedito, que os íntimos chamam de Bené.
SOMNEGACÃO - Sonoplastia que deixa muito a desejar. Esconder os melhores equipamentos.
AB-SURDO - Irmão do CD-Mudo.

Corrupção


Corrupção ativa, corrupção passiva...
Os envolvidos nessa sacanagem
deveriam ser arrolados
num rijo inquérito.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Poemais: Tal rês




Dos meus dias de infância
tenho uma vaca lembrança.
Tal rês tristonha e lenta
mastigava os dias
nos pastos camposmaiores
hoje distantes,
ontem belos
(todo ontem é belo e distante)
Eu, no presente,
rumino lembranças

domingo, 18 de novembro de 2007

Poemais: A Ponte

Hífen sobre o rio
onde trafegavam lentas
vidas e suas histórias

Meninos saltavam
brincando com a morte

Testemunha metálica
plantada no leito
via de rápidas passagens

Meninos assaltam
brincando com a vida



Paulo Moura

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Xenofobismo?! Ora, modéstia sua

Responda com sinceridade: você tomaria um uísque com o nome de “Joãozinho Caminhador”, usaria pneu chamado “Pedra de Fogo”, “Ano Bom”?
O desprezo pela nossa língua é tão grande que eu duvido que qualquer um desses produtos fosse sucesso de vendas.
Sofremos de um complexo de inferioridade cultural tão doentio que salão de beleza é beauty, cafezinho virou coffee break, reposição é recall, gerente é manager e o cabra que ganha a vida organizando eventos é promoter.
Isso me lembra uma senhora distinta, boa mãe e esposa, devota de Nossa Senhora de Fátima, que não perde uma missa do Padre Tony. Um dia, veio nos visitar e observei que a blusa cor-de-rosa (agora é pink) que ela usava, estampava uma expressão em inglês. Perguntei-lhe, curioso:
- Maria, você usando uma blusa dessas?
- Ah, eu achei essa blusa linda, respondeu-me.
- Você sabe o que significa essa frase?
- Não. Nem prestei atenção...
Depois que traduzi a frase, Maria, envergonhada, disse que nunca mais usaria aquela blusa, que daria para a empregada, ia tacar fogo, fazer qualquer coisa...
Estava escrito “Fuck Up”.

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Viva Dobal!


MULHER
A brisa e a luz cantarão nos teus cabelos.
A luz que acende a cor:
a saudade do sol nas dunas do teu corpo.
A brisa sobre as águas: o fogo no sangue,
os árdegos cavalos que a manhã dispara.
A tarde do fauno:
a douçura da pele sob o tremor dos dedos.
À noite a lua crescente
sonha o amor nas tuas areias.
H. Dobal

Língua afiada


Das concepções próprias


segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Mais sacadas


Relacionamentos promissórios que acabaram falidos,
deixando um saldo negativo.
Tá provado: amor com amor se paga.
•••

As linhas paralelas nunca comparecem a um encontro.
•••

O orador não é, necessariamente, um
garanhão do sexo oral.
•••

Não tenho tudo que amo mas odeio quem tem.

A vida imita a arte


Pessimismo c'est fini


Conjugando a verba



Sacadas


Não entendo nada de
motores de carro,
muito menos de mulheres.
Uma coisa tenho certeza:
um dos dois pega no empurrão.
***

Quem ama o feio, bonito não lhe aparece.
* * *

Psicanalista de pobre é vigário.
* * *

Gari que muito fala pode ser chamado de prolixo?
* * *

O antropólogo é um explorador do homem.
* * *

Obrigado aos meus inimigos, sem eles
eu não teria desculpas.
* * *

Os idiotas servem para termos a ilusão de que
somos bastante inteligentes
.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Contorcionista


Que o contorcionista é um cara feliz por fazer sexo oral em si mesmo, todo mundo sabe. O que tenho dúvida é se o cara é homossexual, heterossexual ou autossexual... O que vocês acham?

Ideli, quem te salva?


Che


Essa semana a revista Veja publicou matéria de capa mostrando o lado oculto de Che Guevara. Morre o mito, fica o vendedor de camisetas.

Sobre a felicidade

Quando a felicidade lhe sorriu, foi com ironia.
***
Dinheiro não atrasa felicidade.
***
Dinheiro não traz felicidade, manda o mordomo ir pegar de limousine.
***
A felicidade lhe sorriu muito por achar a sua vida uma piada.
***
Sou pobre mas sou feliz. E digo mais: minto demais.
***
Quando a felicidade bateu-lhe à porta, tarde demais, já estava surdo.
***
Se dinheiro não é tudo, quem não o tem, não tá com nada.
***
Não sou apegado a Mercedes Benz materiais, tenho minha Ferrari.
***
Nesse mundo, a felicidade não resiste.
Paulo Moura (feliz, sim, do meu jeito)

Idiotas


sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Teorias da Piração


Algumas pessoas têm pequenas manchas escuras no corpo, as quais chamam de sinal de nascença. Na verdade, são fragmentos do mapa da cidade que sobreviverá ao Apocalipse.
***

Desde 1989 que a rede de lanchonete McDonalds coloca chips rastreadores nos sanduíches. O projeto foi desenvolvido pelo governo americano para controlar o mundo.
***

O supertelescópio Hubble é, na verdade, uma supercâmera que filma todos os nossos passos. O governo dos EUA monitora o movimento de todas as pessoas do planeta.
***

A raça humana é um experimento - feito por uma raça bastante evoluída oriunda de Andrômeda - que fugiu do controle.
***

Certas pessoas já desenvolveram o terceiro olho. Lobsang Rampa, misterioso guru, já havia advertido isso na década de 70. Desconfie de todos que usam tiara ou turbante cobrindo a testa.
***

Michael Jackson é um ET. O seu disfarce de humano já não está mais se sustentando por causa do buraco na camada de ozônio.
***

Elvis, John Lennon e Bob Marley foram abduzidos por ETs. Eles ainda conservam a mesma idade e só estão esperando o alinhamento de determinados planetas para reaparecerem.
***

O universo em que vivemos é apenas uma célula de um corpo ciclópico. Há sérios indícios de uma população infinita desses seres gigantescos, que formariam as populações de planetas, que seriam células de outros corpos mais gigantescos ainda. Os russos já sabiam disso há tempos e cifraram esse conhecimento nas bonecas berioska.
***

Há um padrão numérico em tudo que existe no universo. O primeiro número descoberto é Phi (1,618) padrão que está presente desde a pequena concha do mar à galáxia mais distante; nas ondas do mar; na velocidade linear dos ventos zéfiros; nas pétalas de todas as rosas; nas penas dos pássaros, nas folhas de todas as árvores nascidas e por nascer. Os gregos antigos, estudando as recorrências numéricas de Phi em a natureza, denominaram-na Divina Proporção ou Proporção Áurea. Quem descobrir os outros dois números que formam a tríade universal poderá criar seus próprios universos.
***

Desde a primeira explosão da bomba atômica, em 1945, as baratas participam de uma organização secreta subterrânea para ocupar o planeta Terra, após a hecatombe nuclear que ceifará a vida de todos os seres vivos, exceto, lógico, a das baratas.
***
Ainda existem muito mais teorias da piração, os judeus, que querem dominar a alma do mundo, é que não deixam a gente divulgar.
P.M.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Camiseta para o povo do Brasil

Essa idéia totalmente 0800 é para todos os que ficamos indignados com a manobra para inocentar Renan Calheiros.
É vestir a idéia e sair às ruas.

Camiseta para senadores


Idéia grátis para os 46 senadores que livraram Renan Calheiros da guilhotina e assassinaram a ética.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

domingo, 2 de setembro de 2007

Patativa do Assaré


"Meu bom Jesus Nazareno
pela vossa majestade
fazei que cada pequeno
que vaga pela cidade
tenha boa proteção
tenha em vez de uma prisão
aquele medonho inferno
que revolta e desconsola
bom conforto e boa escola
um lápis e um caderno."
Patativa do Assaré

Antônio Conselheiro


Dragão


Houve um tempo que os chargistas simbolizavam a inflação com a imagem de um dragão. Não temos a menor saudade desses tempos de vacas magrinhas, quando o trabalhador arrochava o cinto todo dia. O dragão da inflação dorme um sono profundo mas estão cutucando-o com vara curta. É só conferir o preço do leite e outros produtos. Deixem o dragão dormir em paz.

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Relativo a Einstein

As pessoas adoram dizer que "TUDO é relativo" sem se darem conta que essa é uma frase absoluta.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Freud, explique-se!


Fraseado

O Brasil vai de mala, a priori.
***
Senador pula a cerca, mete chifre, conta história pra boi dormir, ferra com o congresso e ainda quer safar-se do abate. Não vamos deixar isso tudo acabar em picanha.
***
Todo homem tem seu preço, mas o que tem de político em liquidação é concorrência predatória.
***
ALERTA VERMELHO: uma Brasília verde-amarela, sem freio, sem direção, com motorista sem habilitação está descendo a ladeira da decência e vai bater de frente no povo que passa.
***
As esquerdas iriam salvar o Brasil. Agora, quem salvará o Brasil das esquerdas?

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Metáforas

O presidente Lula é uma figura. Linguagem pra ele é pá-buf! Qualquer situação que o país atravesse, saca logo o seu arsenal de metáforas.
Caos aéreo? Lula explica assim: "a situação dos constroladores, pistas dos aeroportos, empresas aéreas...é como o gatinho que encontrou um novelo de lã e começa a brincar de jogar bola. De tanto brincar, ele pensa que é o Ronaldinho Gaúcho e já não quer mais saber das coisas que são próprias de um gato!"
Entenderam? Não?! Ok, vou explicar: o segredo, a chave do entendimento, o mote é... o novelo de lã! Sacaram? Novelo, enrolado, siribolo...hein-hein?!
Jeannie que se cuide. Lula é um gênio.

Amor fingido

-Essas flores são de plástico Orlando Rodolfo!
-É pra você ver como é sincero o meu amor fingido por você, Zuleide Raquel

Estética da fome


Geométricas figuras



A quadratura do círculo ou a circunferência do quadrado, não fui eu que descobri, nem tampouco inventei a roda - adoraria receber os royalties pela invenção -, apenas a constatação do óbvio; exceção que virou regra, ou coisa que o valha.

sábado, 18 de agosto de 2007

Poeminha mas é meu


Psicologia do contrário

Ana Beatriz, minha netinha de 1 ano e 9 meses, não gosta de comer. Todos em casa sofremos com a falta de apetite dela. Quando queremos que ela se alimente pelo menos um pouquinho, apelamos para a psicologia do contrário. Eu falo para ela: “Ana Beatriz, NÃO coma!” Ela faz uma cara sapeca de menininha teimosa e se dana a comer a sopa, a vitamina ou o que a sua aflita mãe prepare. Come tudo e ainda fica com ar de satisfeita.
A psicologia do contrário bem que poderia funcionar para a humanidade como um todo.
Começaríamos por institucionalizar o roubo, a corrupção, a violência, a deslealdade, a ganância e todos os inumeráveis males que nos infelicitam. O governo faria campanhas de incentivo aos delitos - dos menores aos mais graves. Gordas verbas publicitárias seriam gastas para motivar a população à prática indiscriminada do mal. Ao mesmo tempo, leis, decretos e medidas provisórias seriam elaboradas proibindo a prática das virtudes. Só pra começar, seria proibido ser feliz; imputariam penas graves para quem praticasse a caridade, a honestidade e qualquer ação que tivesse como alvo o bem do próximo.
Em pouco tempo as pessoas começariam a se incomodar com essas medidas. Veríamos surgir nos morros e favelas, o tráfico de gentilezas; nas fronteiras, a solidariedade seria contrabandeada; nas classes abastadas, começariam a praticar a distribuição de bens de primeira necessidade. Os políticos articulariam manobras para aplicar com eficiência as verbas da União e os governantes se apressariam para, sorrateiramente, melhorar as condições da saúde, educação e transportes para a população. Gangs se organizariam para praticar atos de extrema bondade e haveria desvios e mais desvios de verbas para os serviços essenciais.
O Bem seria uma contravenção que todos praticariam.
Quem leu esse texto até aqui, deve estar pensando que sou um maluco, um visionário, um delirante utópico que não conhece a medida da realidade. Argumentariam que a realidade é o mal, o egoísmo, a cupidez, a ganância, a traição, a violência...
Mas por que a realidade não pode ser o outro lado? Por que valorizamos tanto os atos negativos em detrimento dos positivos? Por que temos que aceitar como normal a anormalidade? Por que somos privados até de elaborar mentalmente um mundo melhor, mais justo, humano e fraterno? Por que estamos perdendo até a capacidade de sonhar?
Continuarei sonhando, mesmo que digam não. Continuarei acreditando, mesmo que digam não.
Quem sabe se não estão fazendo comigo, a psicologia do contrário?!

Paulo Moura

Caricaturas de cabeça



Fazer caricatura é uma arte difícil, eu sei. Pra complicar mais ainda - porque nunca tive nada fácil na vida - resolvi fazer caricatura confiando apenas na minha memória. Pensei em fazer o Gerald Thomas mas terminou parecido com o cartunista e organizador de salão de humor, Albert Piauí. Vocês ficam com quem acharem melhor, meu álibi é que fui traído pela memória.

Yes, nós temos carnaval!


Pirou?

O "samba do crioulo doido", no dizer politicamente correto, ficaria assim: "samba do afro-descendente mentalmente prejudicado". Tem coisa mais doida do que esse tal de "politicamente correto"?

Palíndromo

Palíndromo é uma palavra ou frase indo e voltando. Tanto faz você ler de trás pra frente como de frente pra trás. O palíndromo mais conhecido é ROMA ME TEM AMOR. É um exercício interessante e desafiador criar palíndromos. Eis, alguns que cometi.

*** ATREPA Ó, NOSSO NÓ APERTA *** (Aos assalariados que têm que apertar o cinto)

*** EDER O GOL, LOGO: REDE *** (Grande jogador de futebol, Eder tinha um chute potente)

*** O TRAPO, SÓ PAI APÓS O PARTO *** (Como fica o pai após a criança nascer e ser-lhe apresentada a conta do hospital)

*** ANIMA ATA A MINA *** (Para uma alma que se amarra numa menina nova)

*** ATA DANOS, ATA. MOTO MATA SÓ NA DATA *** (O cabra mesmo de moto, se tem que morer, só morre no dia certo)

*** É O BOBO OCE, LELECO. O BOBO É *** (Um cara chamado Leleco que é bobo indo e voltando).

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Paulo Moura por Chico Caruso


Agora, dia 24 de agosto/07, essa minha caricatura que o Chico Caruso desenhou, quando esteve em Teresina, fará 22 anos. Tá ficando perto dos 52 anos que ele previu. Se GADU quiser, eu chego lá.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

CHARGES


Num país de quase 200 milhões de habitantes, que significa uma vaia de 70 mil pessoas? Um bom começo...um bom começo.

Poemassa


quinta-feira, 26 de julho de 2007

ÁGUA, A VIA

Entardecer do verão de 2070. Na varanda do apartamento, o avô conversava com o seu neto predileto.
_ Quando eu era criança, dizia o avô, as coisas eram muito diferentes de hoje em dia. As pessoas ainda conversavam pela internet, os programas de televisão eram mais inocentes e as mulheres rebolavam mostrando apenas a bunda, ah!... suspirou o avô, lembrando-se de Scheila Carvalho, símbolo sexual da época.
O netinho ouvia atentamente, tentando imaginar como seria o mundo naquele tempo.
_ A música que faziam, prosseguiu, era maravilhosa. Grupos de pagodeiros disputavam a preferência do público com as bandas de forró e axé music e podia-se ouvir música de boa qualidade nas rádios FM. O que me dá mais saudade eram os banhos diários, enfatizou.
_ Banhos diários? Perguntou o neto, perplexo.
_ Sim. A água era abundante e não apenas o banho diário era costume, como aguar plantas, lavar louças, carros; as pessoas mais ricas tinham piscina em casa onde se divertiam.
- Peraí, vovô, quer dizer que as pessoas usavam água para tudo isso?! Perguntou o garoto com uma incredulidade maior que a sua estatura.
_ Água era propriedade de todos. Nas cidades existiam rios que as abasteciam; bastava ligar uma torneira em casa para ter água tratada e pronta para uso diverso.
Uma nuvem de pensamentos formou-se na mente do garoto. Como conceber que o líquido mais caro e precioso do mundo, explorado pelas companhias multinacionais, era usado antigamente daquela forma? A idéia ainda não se encaixava nos seus conceitos. Sobreveio-lhe uma vontade: vontade imensa de ter vivido naquela época. Seria bom demais viver num mundo assim com água à vontade, banhos diários, nadar na piscina aos domingos... tanta coisa maravilhosa a desfrutar!
O avô olhava agora, silencioso, o horizonte avermelhado e um acento nostálgico marcava-lhe o semblante. Saudade. O neto, já desperto do sonho que se permitira, lembrou-se das inúmeras tarefas por fazer e não queria perder mais tempo com uma conversa daquelas. E pensou com os seu botões:
_ O vovô está caducando.

ESSA É UMA OBRA DE FICÇÃO. SE O HOMEM NÃO TOMAR CUIDADO, TRANSFORMAR-SE EM REALIDADE NÃO TERÁ SIDO MERA COINCIDÊNCIA.